Minas Gerais - NBR 15.575 (Acústica, Térmica e Lumínica) - Ca2

Minas Gerais – NBR 15.575 (Acústica, Térmica e Lumínica)

Minas Gerais - NBR 15.575

Minas Gerais – NBR 15.575

A Ca2 desenvolveu para o empreendimento Minas Gerais, localizado em São Paulo, a análise técnica para atendimento aos requisitos de desempenho térmico, lumínico e acústico da NBR 15.575.

 

Desempenho Térmico

Com base na metodologia da NBR 15.575–1 para desempenho térmico (item 11), foi elaborado modelo tridimensional para realização de análise por meio de simulação computacional termodinâmica para as unidades que demonstrem o pior cenário em relação a carga térmica nos períodos de verão e inverno, e que estejam em posição de recebimento de radiação solar pela cobertura.

Modelo tridimensional usado nas simulações termodinâmicas.

Modelo tridimensional usado nas simulações termodinâmicas.

Desempenho Lumínico

Com base na metodologia da NBR 15.575–1 para desempenho lumínico (item 13) e 13.2.1 Critério – Simulação: Níveis Mínimos de iluminância Natural, foi elaborado um estudo computacional de luz natural para análise de todas as diferentes unidades habitacionais.

Minas Gerais - NBR 15.575

Modelo utilizado para simulação de iluminação natural.

Para verificação de atendimento à norma o nível mínimo de iluminância no ponto central do ambiente deve ser de 60 Lux (observa-se que, especificamente, para ambientes em pavimentos térreos o nível mínimo pode ser 48 Lux).

Por meio do valor demarcado na área central dos ambientes é possível verificar a permeabilidade da luz e nível medido no centro de cada ambiente.

 

Modelo utilizado para simulação de iluminação natural.

 

Modelo utilizado para simulação de iluminação natural.

Desempenho Acústico

As medições de ruído tem como objetivo quantificar e caracterizar as fontes sonoras e os níveis de pressão sonora no entorno. As medições também servem como base para a quantificação dos níveis sonoros incidentes nas fachadas do empreendimento ( conforme as orientações da ABNT NBR 10151.)

As medições são efetuadas em horários que caracterizam o período em que o edifício será ocupado.  Com a caracterização acústica do entorno é possível calcular os níveis sonoros incidentes nas fachadas do futuro empreendimento e estabelecer as medidas cabíveis para atender aos requisitos da ABNT NBR 15575.

Minas Gerais - NBR 15.575

Modelo tridimensional usado nas simulações de acústica.

 

Veja mais projetos de NBR 15575 clicando aqui 

 

Acompanhe a Ca2
Facebook
YouTube
Pinterest
Pinterest
LinkedIn
Instagram