Desempenho de Materiais Construtivos - Ca2

Desempenho de Materiais Construtivos

Nesse artigo iremos compartilhar com vocês conteúdos técnicos sobre o desempenho de materiais construtivos. Confira abaixo.

Qual é o efeito que a lã mineral tem no isolamento térmico de uma parede de dry wall?

Pra entender você precisa conhecer coeficiente de transmitância global (U-value). Esse número representa a quantidade de calor que passa de um lado à outro da parede quando há diferença de temperatura entre o interior e o exterior da edificação. O calor tende a passar da face mais quente pra mais fria. Quanto menor a transmitância (U-value), maior é o nível de isolamento térmico de um sistema construtivo.

Quando adicionamos lã de vidro, lã de rocha na cavidade das paredes, o nível de isolamento térmico sobe 6 vezes! O mesmo conceito vale também para wood frame, com variação nos valores de U, visto que a Madeira também possui boas propriedades de isolamento térmico. Você pode combinar isolamento térmico também com paredes de concreto ou alvenaria para conseguir aumentos expressivos em isolamento térmico. O isolamento térmico em paredes de concreto é particularmente benéfico, visto que o concreto é um péssimo isolante térmico, mesmo com grande espessura (mas isso é assunto pra um outro post).

O que um simples forro pode fazer pelo nível de isolamento térmico de uma cobertura?

Acredite, muito. Pra entender você precisa conhecer coeficiente de transmitância global (U-value). Esse número representa a quantidade de calor que passa de fora para dentro (no caso de períodos quentes) quando há diferença de temperatura entre o interior e o exterior da edificação. O calor tende a passar da face mais quente pra mais fria. Quanto menor a transmitância (U-value), maior é o nível de isolamento térmico de um sistema construtivo.

Ao adicionar um forro simples de gesso ou madeira, o U-value é reduzido em mais da metade, o que significa que o nível de isolamento térmico mais do que dobra. Mas esse efeito não é causado pela resistência térmica do forro em si, mas sim do colchão de ar que ele forma com a telha. Ar enclausurado em um sistema construtivo é um excelente isolante térmico, e é justamente essa cavidade de ar a responsável pelo aumento significativo no nível de isolamento térmico do sistema. (Os números do exemplo da imagem a telha de barro com forro de madeira)

Bloco de concreto ou bloco cerâmico, qual o melhor isolante térmico?

Comparando uma parede de bloco de concreto com uma de bloco cerâmico, de mesma espessura e acabamentos, você sabe qual é o melhor isolante térmico? … Pra saber isso você deve observar o coeficiente de transmitância global (U-value). Esse número representa a quantidade de calor que passa de uma face da parede à outra quando há diferença de temperatura entre essas faces.

O calor tende a passar da face mais quente pra mais fria. Dessa forma, quanto menor a transmitância (U-value), maior é o nível de isolamento térmico de uma parede. O U-value da parede de alvenaria cerâmica é menor que o da de alvenaria de concreto, sendo a primeira, portanto melhor isolante térmico.

Quando especificar vidros duplos ?

Os vidros duplos (ou insulados), principalmente aqueles dotados de tecnologia de baixa emissividade (low-e), podem atingir excelentes níveis de controle térmico, com boa transmissão de luz natural e reduzida refletividade (quando comparados a um laminado de mesmo desempenho) e portanto menor aspecto espelhado. Vidros duplos auxiliam também no desempenho acústico de fachadas. Mais indicados para edifícios em climas frios, por conta de seu isolamento térmico, vidros duplos ainda são pouco utilizado no Brasil.

Podem ser benéficos em algumas regiões de nosso país, em especial aquelas de clima predominantemente quentes em edifícios que se deseja condicionar, reduzindo os ganhos de calor por condução. No entanto, insisto sempre em minha prática profissional que vidros de alto desempenho (duplos ou não) compõem apenas uma parte da solução, ou seja, não oferecem respostas a todos os problemas. Nenhuma tecnologia supera o controle solar que brises e elementos sombreadores são capazes de proporcionar.

Claraboias e o Conforto Térmico

Todo mundo sabe que claraboias de vidro (mesmo low-e) não são capazes de oferecer boas condições de conforto térmico. Lembre-se da sua praça de alimentação de shopping Center favorita, por exemplo. A problemática das claraboias de vidro pode ser explicada em imagens: Quanto maior o ângulo entre o Sol e a superfície envidraçada, maior é a Transmissão Solar T(W).

Em panos de vidro horizontais, esse ângulo é máximo em períodos de verão nos horários próximos ao meio dia (justamente quando você está se deliciando com seu Big Mac na praça de alimentação). Em fachadas verticais, o período do meio dia é o menos problemático, pois esse ângulo é bastante reduzido. A situação se inverte por exemplo no fim da tarde, quando o ângulo de incidência solar com a fachada oeste é máximo e nas claraboias é mínimo.

Leia o artigo: Conceitos Básicos de Conforto Ambiental

Autor: Marcelo Nudel

Acompanhe a Ca2

Cadastre-se para Receber Nossos Conteúdos e Novidades.

* indicates required