Encontro Técnico- Conforto Térmico sob a Ótica da NBR 15.575 -

Encontro Técnico- Conforto Térmico sob a Ótica da NBR 15.575

No dia 11/03, Marcelo Nudel (sócio-diretor da Ca2 Consultores) conduziu o encontro técnico: conforto térmico sob a ótica da norma de desempenho;

*Em nota informamos que o evento ocorreu antes do período de isolamento social para prevenção da transmissão do Covid-19. Durante esse período estamos evitando qualquer contato social em eventos ou reuniões.

Participaram do encontro as empresas:  , Even Construtora , DOX Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Imobiliário , HM Engenharia L35 Architects MPD Engenharia , Walls Engenharia ,You Inc Incorporadora.

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

Contamos também com o patrocínio da Cerâmica City e palestra do Constantino Bueno Frollini.’

Confira aqui a um pouco sobre a apresentação da Cerâmica City e Saiba Mais sobre os Blocos de Cerâmica.

palestra ministrada pelo Constatino Bueno.

palestra ministrada pelo Constatino Bueno.

O encontro começou com Marcelo Nudel abordando a diferença entre norma prescritiva ( que traz critérios para um produto) e norma de desempenho (  conjunto de requisitos e critérios com base nos requisitos do usuário e complementa a norma prescritiva ).

Segundo o código de defesa do consumidor, o fornecedor de produtos e serviços deve respeitar e atender as normas de desempenho. A norma de desempenho 15.575 é obrigatória na sua totalidade e é aplicável apenas a edificações habitacionais. Ela divide-se em 6 capítulos.

Confira abaixo alguns dos conceitos abordados no encontro técnico:

O que é conforto térmico ?

A ASHRAE define conforto térmico como:

“Um estado de espírito que expressa satisfação com o ambiente circundante”.

“A ASHRAE é a Sociedade Americana de Engenheiros de Aquecimento, Refrigeração e Ar Condicionado é uma associação profissional americana que busca aprimorar o projeto e a construção de sistemas de aquecimento, ventilação, ar condicionado e refrigeração. ” (Fonte: wikipedia)

Leia mais em: Afinal, o que é conforto térmico ?

Existem muitos fatores que irão afetar a  sensação de conforto térmico, e por esse motivo ela varia de indivíduo para indivíduo.  Fatores ambientais, fisiológicos e individuais (como a vestimenta  ou a taxa metabólica por exemplo) irão afetar diretamente na percepção de conforto de cada um.

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2    palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2     palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

4 fatores ambientais (ou  de projeto) afetam o conforto térmico:

  1. Temperatura do Ar
  2. Umidade do Ar
  3. Velocidade do Ar
  4. Temperatura Radiante ( Advinda da radiação direta solar ou mesmo de luz artificial)

Como os Edifícios Ganham Calor

Falando de edificações, basicamente, toda a luz que entra nos edifícios se torna calor.

Dentro do Spectrum Solar temos:

  • Os raios ultravioleta – de 1 a 5% ( não representam calor – responsável por causar câncer)
  • Infravermelho – de 52% a 60% ( causa calor)
  • Luz visível- de 41% a 45% (causa calor)

A luz visível e Infravermelho são as energias ou radiações responsáveis por causar calor nas edificações.

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

Como acontece a transmissão de calor ?

Existem 3 fenômenos da física que explicam a transmissão de calor:

  1. Condução – Condução é um fenômeno físico de transmissão de calor entre corpos sólidos em contato através de suas moléculas.
  2. Convecção – É o fenômeno de transmissão de calor entre sólidos e fluidos
  3. Radiação– Transmissão através de ondas eletromagnéticas.

Em um edifício na transmissão de calor por condução, o calor vai passando de molécula em molécula, até que se encontre um “equilíbrio”. Através da convecção, esse calor passa para dentro de uma edificação pelo ar. Através da radiação, o calor consegue passar direto para dentro de um espaço construído, uma outra parte do calor passa por condução e por convecção. Os 3 fenômenos estão a todo momento acontecendo, dessa forma ocorre o ganho de calor nas edificações.

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

Condutância Térmica ( ou Transmitância Térmica) x Resistência Térmica e Capacidade Térmica

Transmitância Térmica (ou Condutância Térmica) –  

A unidade de medida da transmitância térmica U é W/m².K.

O Watts substitui a medida J/s – Joules por segundo. Um valor U alto significa que um determinado material conduz mais calor, ou seja, é mau isolante.

Já um valor U baixo significa que um determinado material é bom isolante térmico. A cerâmica por exemplo é mais resistente à passagem de calor. Um material insulado – com ar encapsulado em seu interior – é considerado um bom isolante térmico. Já o concreto é um exemplo de péssimo solante térmico.

O catálogo Procel traz dados de propriedades térmicas dos materiais. O melhor a se fazer é obter esses dados com o fabricantes dos materiais, mas caso não tenha esses dados, recomenda-se o uso da norma 15.200 para verificação dos valores.

Resistência Térmica- Calcula-se as resistências de cada camada dos materiais. O valor das resistências permite a realização de soma.

A fórmula para calcular a resistência é :

R = e / λ Onde: e = Espessura do Material (m) λ = Condutividade Térmica do Material (W/K·m) (fonte: archdaily). A densidade dos materiais afeta a resistência. Outro dado a se considerar é que a resistência externa está sujeita a ações do vento.

Capacidade Térmica- É a quantidade de calor que deve ser absorvida ou cedida por um corpo para que ocorra a variação de 1º. Ela mede basicamente quanto calor o sistema “rouba” do ar interno.

Método Simplificado x Método da Simulação

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

Existem 2 métodos para atender aos requisitos de conforto térmico da norma: o método prescritivo (também conhecido como simplificado ou normativo) e o método da simulação.

Na norma 15.220 ( Norma com foco em habitações populares) existem 8 zonas bioclimáticas.

Método Simplificado

No método simplificado ou normativo, vedações e coberturas devem cumprir com níveis mínimos de transmitância e capacidade térmica. Um problema grave do método é o fato de a norma não citar janelas – grande responsável no ganho de calor.

Método da Simulação

A simulação energética é feita em um modelo 3D com as características físicas dos materiais. Na norma o que se chamam de dias típicos são na verdade dias críticos.Nesse método, cada ambiente é considerado uma zona térmica.

Você também pode se interessar por esses artigos:

NBR. 15575 – Requisitos de Conforto Térmico da Norma de Desempenho

Desempenho Térmico de Edificações

palestra ministrada pelo Marcelo Nudel, sócio diretor da Ca2

O evento foi um sucesso, agradecemos mais uma vez a todos pela presença e participação ativa de todos. É sempre um prazer compartilhar conhecimento com clientes, amigos e parceiros.

Veja alguns dos depoimentos dos participantes do encontro técnico:

“O treinamento foi ótimo. Com explicações claras, ilustrativas e objetivas. O conteúdo foi muito bem abordado e explicado.”  (Priscila – MPD Engenharia)

“Achei o encontro sobre Conforto Térmico Sob A ótica da Norma de Desempenho muito objetivo e produtivo. As explicações foram passadas de forma bem didática e muitas dúvidas que tinha sobre o tema foram sanadas. Agradeço a equipe da CA2 pelo convite!” (Priscila Breim – Even Construtora)

“Evento muito bem organizado e com informações úteis, agregando um conhecimento mais aprofundado sobre as NBRs 15.575 e 15.220. Estão de parabéns!” (Stephany – Even Construtora)

Quer participar dos nossos eventos e cursos ?

Inscreva-se na nossa newsletter abaixo e fique por dentro das nossas novidades. 😉

banner com link para download para o ebook de desempenho térmico

Nos siga nas redes sociais: Instagram ca2 linkedin ca2 facebook ca2 youtube ca2 pinterest ca2

Cadastre-se para Receber Nossos Conteúdos e Novidades.

Ao se inscrever você concorda com a nossa Política de Privacidade

* indicates required