O que é kWh ? Entenda o conceito. - Ca2

O que é kWh ? Entenda o conceito.

Se você até hoje não compreendeu muito bem o conceito de kWh, leia esse artigo até o final. Muito se fala em eficiência energética na arquitetura, mas em geral, arquitetos ainda não dominam bem o conceito de energia.

O kWh mede a quantidade de energia e essa energia pode ser gasta no período de uma hora, um segundo ou até no período de um ano por exemplo. Essa medida é uma quantidade absoluta de energia. Por exemplo: em uma conta de luz conseguirá ver quantos kWh você gastou no período de um mês.

Antes de entender o que é um kWh, você precisa saber o que é a potência de um equipamento.

Fazendo um paralelo entre consumo energia e a velocidade e distância que um automóvel percorre, a potência de um equipamento está para a velocidade de um automóvel assim como a energia gasta por esse equipamento está para a distância que esse automóvel percorre.

Potência do Equipamento

Em uma lâmpada, televisão ou geladeira há uma etiqueta indicando a potência, normalmente dada em W. Assim como a velocidade de um velocímetro em um carro mede o quão rápido ele percorre uma determinada distância, a potência também mede qual é a velocidade consumida em energia por um determinado equipamento.

A unidade W é na verdade uma convenção que substitui uma outra unidade: joules por segundo (W = J/s). Joule é uma unidade de energia, se o equipamento tem 1 W de potência, isso significa que ele vai consumir energia a uma velocidade de 1 joule por segundo.

Se uma lâmpada possui 50 W, isso significa que ela irá consumir 50 joules de energia por segundo.

Resumindo, potência é a energia consumida em um determinado período de tempo. Nada mais é do que o fluxo de energia transferida ou consumida dentro de uma unidade específica de tempo.

Potência Instantânea x Potência Média

A carga térmica que incide em uma fachada também é medida em W. Essa energia calorífica que passa para dentro do edifício precisará ser removida, com um de aparelho de ar condicionado por exemplo (o equipamento irá remover o calor em uma determinada velocidade) .

A potência instantânea é aquela que ao equipamento ser ligado já começa a consumir. A potência média considera as variações na velocidade do consumo de energia de um equipamento ou de um edifício.

Em construções por exemplo, quando a carga térmica é alta nas fachadas, o sistema de ar-condicionado precisa remover a energia calorífica em uma velocidade maior, logo, a potência instantânea sobe em determinados momentos e diminui quando o fluxo de calor na fachada está menor.

Existe uma variação de potência instantânea do ar condicionado e a potência máxima crítica ao longo do ano todo – período em que as fachadas e as cargas térmicas internas vão atingir o seu maior pico instantâneo.

Considerando essas variações na velocidade do consumo de energia do edifício, você consegue ter o dado da potência média.

Vimos que a potência é medida em W ou kW (um kW equivale a 1000 W). Essa medida informa o quão rápido um sistema consome energia.

O que é kWh?

O kWh é uma unidade de energia e não de velocidade de consumo. A velocidade de consumo ou fluxo de energia é medido em W ou kW. O kWh está sempre atrelado a um período de tempo e esse período de tempo não necessariamente é de uma hora. Se um equipamento consome 100 kWh, em duas horas, a velocidade de consumo dele (potência) é de 50 kW.

Fotografia: Matthew Anderson
Na imagem: os 150.000 painéis fotovoltaicos de alta eficiência do prédio e uma fazenda solar externa reduzem a produção de gases do efeito estufa em 68%, tornando a escola líder em energia sustentável.

A equação para calcular a quantidade de energia que o equipamento gastou é : kWh (energia) = kW (potência) . h (tempo).

Exemplo: Quantos kW consome um forno elétrico de 800 W de potência que funciona por duas horas?

Para saber o resultado, devemos multiplicar os 800 W por duas horas, logo o forno consumiu 1.600 Wh ou 1.6 kW de energia.

Vamos ver três exemplos de lâmpadas, cada uma com uma potência diferente- uma de 100W, 50 W e outra de 30 W. Vamos supor que o máximo de energia que a gente possa gastar num determinado dia seja 100 W hora. A primeira lâmpada (100W) vai consumir os 100 W em 1 hora, a de 50 W vai consumir esses mesmos 100 Wh no período de duas horas porque 50. 2 = 100 e a lâmpada de 30 W vai consumir esse 100 Wh em 3,33 horas. Dessa forma os equipamentos com menor potência para um mesmo período de tempo , consomem menos energia.

Se eu tiver uma lâmpada de 30 W, não significa que eu vou precisar de mais lâmpadas do que se eu tivesse uma lâmpada de 100 W. A quantidade de luz depende da eficácia luminosa (é o quanto de luz as lâmpadas produzem, dividido pela potência desta lâmpada). Por isso é mais interessante buscar uma lâmpada com uma maior quantidade de lúmens por W.

Portanto, resumindo, a quantidade de energia vai depender da potência do seu equipamento e de quantas horas esse equipamento ficou ligado.

Imagem destaque: Photography: Matthew AndersonStanford’s Central Energy Facility, designed by ZGF Architects, replaces a gas-driven plant with one that combines different production methods.

Assista ao vídeo:

Nos siga nas redes sociais: Instagram ca2 linkedin ca2 facebook ca2 youtube ca2 pinterest ca2

Cadastre-se para Receber Nossos Conteúdos e Novidades.

Ao se inscrever você concorda com a nossa Política de Privacidade

* indicates required